Como estudar de forma correta?

Nos últimos anos procurei métodos, técnicas, estratégia (como você quiser falar) para estudar de forma melhor para obter resultados de alto nível estudando de forma objetiva, prática e que realmente fizesse a diferença na minha preparação.

Com o tempo pude melhorar muito a minha qualidade de estudo, percebi que na verdade eu só não passava em provas de concurso público porque não estudava da maneira correta, perdia tempo com metodologias de estudo antigas que não correspondem mais a realidade de quem se prepara em alto nível para concursos.

Ainda conheço muita gente que estuda de forma errada, colocam sob a mesa livros e livros, apostilas, anotações, tablet, celular entre outros e na verdade acabam não fazendo nada com qualidade. Na verdade cada um tem sua maneira de estudar mas que existem alguns caminhos que podem acelerar sua aprovação e fazer você chegar com condições de brigar por uma vaga no seu concurso, assim quero deixar algumas dicas que podem ajudar você estudar de forma correta.

Evite Distrações

Muitas pessoas têm o costume de querer estudar e ao mesmo tempo ficar com o celular (vibrando com as notificações), televisão ligada, família por perto conversando, cachorro latindo, barriga roncando e uma infinidade de coisas mais que não deixam a pessoa se concentrar e ter uma qualidade de estudo melhor.

Recentemente eu estava estudando para uma prova mas havia um barulho na padaria do meu pai de uma de suas máquinas que estava me incomodando, e percebi que aquilo estava se tornando uma distração pra mim pois quando eu conseguia me concentrar, ligavam a máquina e lá vai a concentração embora. Então resolvi comprar um abafador, daqueles usados na construção civil, stand de tiros, pois é levei o negócio a sério e resolveu, colocava meu fone de ouvido com uma música de concentração e colocava o abafador por cima, não tinha mais barulho que me incomodasse.

Outra coisa foi o celular, toda vez que estudo deixo meu celular longe, coloco no quarto, dou pra minha filha assistir a um desenho, mas não fico mais com celular perto de mim pois com certeza se torna algo que atrapalha meus estudos.

Portanto nos momento de estudar, elimine todas as suas distrações e com certeza vai assimilar melhor as informações.

Controle seu tempo de estudo

Uma das coisas que mais me ajudaram foi conseguir controlar meu tempo de estudo. Muitas vezes nos enganamos achando que estudamos 4-6 horas por dia quando na verdade não chega a 1h líquida de estudos. Então resolvi estudar com cronômetro e não deu outra, fiquei viciado no negócio, comecei a perceber que estava me autossabotando, pensava que estudava 8h por dia, mas quando comecei a usar o cronômetro, toda vez que ia ao banheiro, ou pegar um lanche, tomar uma água, eu parava o cronômetro e só ligava novamente quando voltava a estudar, ao final de cada sessão de estudo colocava numa planilha com o meu ciclo de estudo a quantidade de horas líquidas estudadas, então pude começar a gerenciar meu tempo de estudo, e passei a estudar com muito mais qualidade, pra você ter uma ideia em dezembro de 2018 estudei 193 horas líquidas teve um dia nas minhas férias de dezembro que estudei 9h30min líquidas então pode-se dizer que passei mais ou menos 12h desse dia dedicado aos estudos. Ter essa organização e gerenciar seu ciclo de estudo com o tempo efetivamente estudado é um ponto que faz toda a diferença na sua preparação.

Somente no mês de janeiro (210h líquidas de estudo):

Faça anotações

Antigamente gostava de fazer meus resumos no computador, digitava por horas para que viesse revisar futuramente minhas anotações no computador, porém percebi que estava apenas jogando informações no HD e não estava as fixando na minha mente.

Resolvi partir pro método tradicional, comprei canetas coloridas, uma pasta do tipo sanfonada, marcadores de texto, papel A4 e comecei a fazer meus resumos “na mão”. Comecei a gostar de fazer os resumos, normalmente fazia uma leitura do pdf grifando os principais pontos com a ferramenta de marcação no leitor de pdf e no segundo momento colocava no papel meu resumo baseado nas marcações que havia feito na telinha do notebook. Passei a criar mapas mentais de todos os assuntos que estudava, isso foi muito importante pra mim pois até instantes antes da minha prova não era a apostila que eu consultava e sim minhas anotações com os principais pontos chaves.

Perdi a conta de quantos mapas mentais e resumos eu fiz na minha preparação, foram 3 meses somados as muitas redações que escrevia foi o suficiente pra fazer “calo” no meu dedo. Novamente fiquei viciado na estratégia, o negócio funcionava de verdade, comprei blocos de post it e já não me satisfazia em fazer anotações em A4 e colocar na pasta, eu tinha que anotar nos post it e colar na parece, quem me segue no instagram (@matheusmep) já deve ter visto como ficou minha parede no cantinho de estudos.

O fato é que não adianta você apenas anotar tudo, tem que fazer anotações dos pontos principais, aquilo que você tem mais dificuldade, aqueles assuntos que é mais complicado de decorar que você precisar ver sempre para que se mantenha em condições de acertar as questões, comigo deu super certo pois recentemente fiz uma prova que as principais matérias como Direito Penal, Processo Penal, Dir. Administrativo e Constitucional gabaritei em função das constantes anotações, resumos, mapas mentais que fazia de tais disciplinas.

Resolva muitas questões

Esse ponto pra mim é o principal, treinar, treinar e treinar tem que fazer parte da vida do concurseiro. É na resolução de questões que você coloca em prática toda a teoria estuda, os resumos escritos, as revisões efetuadas se materializam através da resolução de questões. A repetição leva à perfeição, é incrível como muitas bancas de concurso público costumam repetir questões, isso facilita aquela pessoa que treina focado na sua prova. Se você quer estudar de forma correta e passar na sua prova você tem que “enjoar” de resolver questões. Faça um investimento assinando um site de questões, temos o TEC Concursos e o QC Concursos que são sites que são excelentes para prática de questões. Além de você poder filtrar as questões por disciplina, assunto, banca examinadora, nível, você ainda pode verificar suas estatísticas de acertos e erros e ver onde tem errado mais para buscar a melhora.

Você tem que enfrentar o desafio, não adianta ficar estudando apenas teoria e não praticar pois na hora da prova o que vale é saber resolver as questões da prova e aquele candidato que não tem o “costume” de ver as “malícias” da banca, onde o examinador gostar de “pesar a mão” a pessoa vai sair frustada por ter estudado tanto mas não aprendeu a como resolver uma prova.

Quero mostrar pra você o print do site de questões que assino e também mostro a quantidade de questões que resolvi em 3 meses de preparação:

Questões dos PDF’s:

Ou seja somando as questões do Site de Concursos com mais os pdf foram mais de 10 mil questões resolvidas em 3 meses sem contar com os simulados que fiz.

Isso influenciou bastante na minha prova pois acertei exatamente 100 questões de 120, e com certeza isso foi fruto de todo o mecanismo descrito nesse post.

Espero que essas dicas possam ajudar você na sua preparação.

Um grande abraço, não deixe de me seguir no insta: @matheusmep

Um comentário

Deixe uma resposta